Depois de trabalhar como lixeiro, empresário fatura R$ 38 mil

Para tentar melhores oportunidades e por ter a cidadania italiana, Anderson Fábio Alves, 42, que trabalhava como contador, vendeu o seu fusca e com o dinheiro decidiu se mudar para a Itália no ano de 1994 para melhorar sua condição profissional. O primeiro trabalho que conseguiu depois de chegar em Milão foi de lixeiro, depois foi para um fábrica e se tornou franqueado da Telecom Itália, com um faturamento de 150 mil euros por mês (aproximadamente R$ 527 mil).

Apesar do bom desempenho na sua vida profissional, os prejuízos na saúde não permitiu que ele permanecesse com a mesma renda, então Alves retornou ao Brasil em 2010.

Depois de seis anos ele  passou a ter uma franquia da empresa Gui Trata Bem, os serviços são de limpeza e reparo de piscinas em Vargem Grande Paulista. A previsão para a abertura de sua nova unidade será no fim do mês de novembro, na cidade de Ibiúna. Atualmente a média de faturamento de sua empresa é de R$ 38 mil, sem divulgação do lucro.

O trabalho como lixeiro foi até o ano de 1999, posteriormente o novo trabalho seria em uma fábrica de produtos de beleza. No ano de 2001, ele foi convidado por um gerente de expansão de franquias da Telecom Itália.

No novo trabalho ele passou a se dedicar às vendas de serviços telefônicos (internet, linhas telefônicas e outros serviços de telecomunicações). Depois de conseguir o cargo de gerente ele iniciou a abertura de uma franquia, e assim conseguiu centenas de clientes.

O sucesso foi interrompido por motivos de saúde no ano de 2008, foram três ataques isquêmicos transitórios devido ao elevado nível de estresse no trabalho, então viu que era momento de voltar ao Brasil e prosseguir com uma vida mais saudável.

Depois de vender a sua franquia, comprou uma chácara em Vargem Grande e passou a ganhar R$ 2.500 por mês com o aluguel. Depois de uma ampla pesquisa, Alvim decidiu pela Gui Trata Bem. Hoje ele tem 12 funcionários e faz a manutenção em 75 piscinas por mês cobrando R$ 300 cada, e também cobra por outros serviços relacionados.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *