A companhia aérea Avianca vai iniciar a cobrança pela bagagem despachada, seguindo as suas principais concorrentes

Image result for A companhia aérea Avianca vai iniciar a cobrança pela bagagem despachada,

A partir do próximo dia 25 de setembro, a empresa aérea nacional Avianca, vai iniciar a cobrança das bagagens que forem despachadas pelos clientes, que comprarem passagens promocionais da empresa. Ela vai começar a adotar esse método, que já está sendo usado pelas outras companhias e está avaliando a possibilidade de criar uma tarifa mais barata, para viagens onde os passageiros só poderão levar a bagagem de mão, sem tarifa adicional.

Atualmente a empresa possui quatro tipos de tarifas, com circunstâncias diferenciadas para cancelamento e mudança de passagem. Depois dessas reformulações, serão apenas três tipos de tarifas, sendo que duas delas terão valores mais altos, e darão o direito do passageiro de despachar a bagagem sem nenhum custo, enquanto que a terceira tarifa será mais econômica, e o passageiro só terá direito a levar a bagagem de mão, e se quiser despachar alguma bagagem, precisará pagar tarifas adicionais.

O presidente da Avianca, Frederico Pedreira, declarou que será uma chance de atender aqueles passageiros, que não precisam despachar bagagem, oferecendo uma tarifa mais acessível para eles. Ele ainda falou, que a empresa ainda não definiu o quanto mais barato será a tarifa do passageiro que não precisará despachar bagagem, mas que custará menos.

Frederico Pedreira ainda declarou, que apesar dessas tarifas para quem vai despachar bagagem, a empresa não pensa em iniciar a cobrar pelos lanches servidos durante o voo, e pelos assentos marcados, sendo que essas práticas já estão sendo adotadas por outras companhias aéreas.

Essas cobranças foram autorizadas pela Anac, através de uma nova regra que foi aprovada em dezembro de 2016, e que passou a vigorar em 14 de março desse ano. Mas uma liminar proibiu que ela começasse na data determinada, sendo que essa proibição foi derrubada no final de abril.

Nas regras praticadas pelas companhias anteriormente, elas permitiam que os passageiros levassem uma bagagem de mão e uma bagagem de até 23 kg em voos domésticos, e duas de 32 kg em viagens internacionais, que podiam ser despachadas sem custo. Depois que essas regras foram aprovadas,  a Gol,  a Azul e a Latam, declararam que iriam começar a fazer a cobrança dessas tarifas no despacho de bagagens, em classes com preços promocionais.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *