Dicas de negócios lucrativos no inverno

Resultado de imagem para Dicas de negócios lucrativos no inverno

Quando chega o inverno é muito comum as pessoas deixarem de jantar fora ou sair para outros passeios por conta do frio.

É aí que mora o perigo para os empreendedores. É nesse período que eles correm o risco de lucrar menos ou até de perder dinheiro.

Mas existem sim grandes oportunidades de negócios no inverno, que podem beneficiar inclusive quem mora nas regiões do Brasil que faz frio a maior parte do ano.

E, dependendo do negócio, mesmo nos dias mais gelados as pessoas não deixarão de sair de casa para apreciar um produto de qualidade.

Mas se a sua preocupação é ter um empreendimento que só lucre no inverno não se preocupe. Você pode apenas acrescentar algumas opções de produtos para vender nesse período. Se, por exemplo, você tem uma casa de lanches, você pode incluir no cardápio de inverno algumas opções de caldos. Assim você mantém seu produto, mas não deixa de lucrar ao longo do ano.

Veja a seguir algumas dicas de negócios lucrativos no período do frio.

1 – Cafeteria

No inverno as pessoas buscam se aquecer saboreando um café bem quentinho acompanhado de um delicioso salgado.

Quanto mais opções de bebidas quentes tiver a cafeteria, melhor, assim ela agrada a todos os gostos e isso chama a atenção de grandes grupos de amigos.

Já no verão é possível incluir bebidas geladas com chás e sorvetes. Assim a cafeteria garante público o ano todo.

A média de custo para montar um espaço desses é de 40 mil reais e os lucros costumam ser altos, principalmente se a cafeteria estiver em locais estratégicos, como shoppings ou regiões comerciais, pois durante a semana é muito comum as pessoas que trabalham nos escritórios próximos aproveitarem para tomar um cafezinho após o almoço ou nos intervalos do trabalho.

2 – Quiosque do caldo

No inverno a busca por caldos é bastante grande. Além de muito saborosos, eles esquentam bastante o corpo.

Você pode incrementar seu quiosque com vinhos e espetinhos. Esses últimos, inclusive, podem ser o ponto alto no período do verão.

O investimento gira em torno de 25 mil reais, muito menor do que o custo de abrir um restaurante. Mas se prefere investir em um espaço maior, saiba que ele tem muita chance de dar certo se fizer caldos que agradem o paladar do público.

3 – Doceria

O frio aumenta nosso apetite e a nossa vontade de comer doces, por isso as docerias costumam ficar lotadas na época do inverno.

Docinhos quentes como torta de maçã e fondue ou opções bem incrementadas com cobertura de chocolate e chantili são boas pedidas. Já no verão fica bem atrativo um cardápio de doces com frutas como tortas, sorvetes e mousses refrescantes.

 

Oito franquias que podem ser abertas com até R$ 20 mil

Resultado de imagem para Oito franquias que podem ser abertas com até R$ 20 mil

As franquias são uma forma segura de se começar um negócio próprio. Isso porque, nesse modelo de empreendimento, conta-se com a segurança proporcionada por marcas já consolidadas, reduzindo os riscos, tão comuns para quem começa do zero e que levam empresas a fecharem precocemente.

Sendo assim, pode ser interessante conhecer algumas opções de franquias que podem ser abertas com investimento de até R$ 20 mil, um valor baixo se pesarmos os custos inerentes a um negócio formalizado no Brasil:

PremiaPão: por R$ 6 mil, é possível abrir uma franquia da rede Premia Pão, especializada em veiculação de anúncios em sacos de pão.

Mr. Fit: já na rede Mr. Fit, o foco é alimentação saudável e quentinhas fit e o investimento inicial exigido é de R$ 12,6 mil.

iGui Trata Bem: o franqueado iGui Trata Bem poderá usufruir da reputação da iGui, que comercializa piscinas e tem um braço voltado para manutenção e limpeza. O investimento inicial é de R$ 18 mil.

Mr. Kids: as máquinas de balinhas que fazem a alegria das crianças podem ser uma boa opção para dar início a um negócio próprio. Por R$ 18,7 mil é possível ser um franqueado Mr. Kids e começar nesse ramo promissor.

Freewet: com mais de 180 unidades em funcionamento pelo Brasil, a rede Freewet, especializada em lavagem automotiva a seco, possibilita a abertura de uma unidade por R$ 5 mil.

Will Go: a rede Will Go promove intercâmbio cultural e estudantil por meio de viagens à Disney e Las Vegas. Quem se interessar pelo encantador universo do intercâmbio, pode abrir uma unidade com investimento de apenas R$ 5 mil iniciais.

Jan Pro: a rede Jan Pro construiu uma reputação graças a uma rede de mais de 230 unidades pelo Brasil. Sua especialidade é a limpeza de ambientes corporativos, e o investimento de R$ 7,5 mil pode ser considerado baixo.

Cão Cidadão: para quem tem afinidade com cães, ser um franqueado Cão Cidadão pode ser um ótimo investimento para começar um negócio próprio. Com R$ 9 mil, é possível abrir uma franquia da marca, que já conta com mais de 90 unidades.

 

Exposição de Legos no Catarina Fashion Outlet – empreendimento implantado pela JHSF – vai até dia 30

Image result for Catarina Fashion promove evento com a LUG Brasil

Desde o dia 8 de julho, está em exposição no Catarina Fashion Outlet – primeiro Outlet concebido, desenvolvido e implantado pela JHSF Participações – a chamada Expo LUG Brasil. Para os amantes das peças Lego, o evento não poderia ser melhor, já que se refere a uma mostra que reúne diversos cenários totalmente compostos pelo brinquedo.

Os cenários foram construídos por membros da LEGO Users Group Brasil (LUG Brasil) – uma comunidade fundada em 25 de janeiro de 2008 que reúne os apaixonados por Lego, com o objetivo de trocar experiências sobre o hobby com o brinquedo, bem como suas diversas possibilidades e temas.

Tecnologia, Star Wars, Castelo, Cultura Pop e Cidade estão entre os temas expostos. O evento é gratuito e acontece até o dia 30 de julho, durante o horário de funcionamento do Outlet.

A oficina “LUG”

A oficina nomeada “LUG” é outra atração que acontece em paralelo à exposição. Trata-se da oportunidade de crianças e adultos divertirem-se com as peças Lego e testarem sua criatividade e habilidade. Lá, estão à disposição os clássicos blocos Lego e os respectivos gabaritos para a montagem, seguindo o modelo original.

A oficina acontecerá durante todos os dias de evento, das 12h às 18h, receberá grupos de até 12 pessoas e também não têm custo de participação. As inscrições podem ser feitas no local, com os monitores. Os grupos serão chamados de acordo com a disponibilidade de vagas ao longo da programação.

Serviço

  • Evento

Exposição e oficina LUG Brasil com a LEGO

  • Dia e Local

Entre 8 a 30 de julho no Catarina Fashion Outlet, que fica na AV. MAGALHÃES DE CASTRO, 4.800, CIDADE JARDIM, SÃO PAULO – SP

  • Horários

Exposição: Disponível durante os horários de funcionamento do Catarina Fashion Outlet. De segunda a quinta, das 10h às 21h; sextas-feiras, das 10h às 22h; sábados, das 9h às 22h; e domingos e feriados das 9h às 21h.

Oficina: Das 12h às 18h

  • Valor

Gratuito

Catarina Fashion Outlet

Inaugurado pela JHSF em 18 de outubro de 2014 em São Paulo, o Catarina Fashion Outlet, logo após um ano de existência no mercado, já passou por sua primeira expansão. Atualmente, o Outlet conta com 105 lojas no local e reúne ótimas opções de gastronomia e uma infraestrutura completa para quem quer se divertir com a família e os amigos.

A JHSF Participações

O empreendimento trata-se de uma empresa brasileira fundada no ano de 1972, pelos irmãos Fábio e José Roberto Auriemo, e mais dois sócios, que atua nos setores de alta renda – shopping centers, incorporação imobiliária, hotelaria e gastronomia.

Ao longo de sua história, a JHSF – que, atualmente, é comandada pelo filho de Fábio Auriemo, José Auriemo Neto – já desenvolveu e investiu em mais de seis milhões de metros quadrados em empreendimentos de alto padrão em diversas cidades brasileiras.

Quanto à composição acionária, 77,14% da JHSF Participações pertence à família Auriemo e os outros 22,86% aos demais acionistas.

Segundo estudo, post no Instagram chega a render 500 mil dólares para famosos

Resultado de imagem para Segundo estudo, post no Instagram chega a render 500 mil dólares para famosos

Foi-se o tempo em que as redes sociais eram usadas apenas como lazer pessoal e instrumento de contato entre empresas, artistas, fãs e consumidores. Hoje, mais do que isso, elas vêm tornando-se um meio de vida. Muitas vezes, a fama no Instagram já não precisa ser um meio para a pessoa passar desse ambiente para outro tido como ‘mainstream’, podendo ser um fim sem si mesma. No caso, ao ter vários seguidores no Instagram, a pessoa pode conseguir lucrar com os seus posts, assim como fazem as redes de televisão, financiadas pelos anunciantes que se interessam pela audiência.

Essa rede, que já conta com mais de 700 milhões de usuários, vem rendendo alguns milhares de dólares para as várias celebridades que estão constantemente publicando fotos e vídeos. Assim, também estão garantindo os seus respectivos lucros, todas aquelas marcas que exploram o potencial, a visibilidade dessas celebridades, que por sua vez recebem até muito bem para fazer merchandising. Tanto que, lá fora, por exemplo, uma dessas celebridades do Instagram, não necessariamente originárias dos meios de comunicação de massa, podem receber mais de US$ 500 mil por um post do tipo citado.

E foi por meio do estudo de nome “Instagram Rich List 2017 “, realizado pela Hopper HQ, que obteve-se a relação dos artistas que têm o maior número de seguidores na referida rede social, além de contabilizar-se a média de quanto de fato eles ganhavam, a cada post que faziam nessa plataforma de fotos e vídeos com efeitos ‘vintage’.

Além desses mais famosos, já destacados em outros meios de comunicação, também foram consideradas as celebridades e também os chamados ‘digital influencers’, que disputavam de igual para igual, com os anteriores, por esse segmento do mercado de publicidade, graças ao seus inúmeros fãs. E o impacto é tanto, que a quantidade de dinheiro envolvida, ou seja, o nível do retorno gerado, do lucro propriamente dito que se tem com publicidade na plataforma, fez com que a própria empresa por trás do Instagram, anunciasse uma série de mudanças com a finalidade deles assim identificarem melhor as parcerias comerciais em potencial, para essas empresas anunciantes.

Posteriormente, inclusive, poderá ser o conteúdo pago identificado de forma até mais prática, com a informação de que foi a “Parceria paga com (o nome da empresa)”. Dessa forma, além da preocupação em atender-se à legislação vigente sobre publicidade, também seria ajudado o internauta, já que ficaria mais claro se um determinado post é ou não publicidade de alguma marca.

Por fim, em relação à quantia em dinheiro que recebem as celebridades e os influenciadores digitais, a mesma seguirá a proporção do número de seguidores que eles tiverem, e dependerá também de qual tipo de público é que segue essa pessoa famosa. Dessa forma, pode-se chegar a uma melhor precisão quanto ao valor de um post de alguma dessas celebridades. E os posts, até onde se vê, pelos resultados da pesquisa, podem chegar a custar US$ 500 mil, ao menos é o caso de Selena Gomes, que tem 122 milhões de seguidores.

 

Alimentação diferenciada pode ser um ótimo investimento para empreendedores

A área de alimentação está sempre em expansão, isso porque todo mundo precisa se alimentar. Por isso todo investimento voltado para essa área já tem uma pequena porcentagem de dar certo. Evidente que o sucesso só poderá ser alcançado com um bom planejamento e uma ótima administração, mas quem escolhe desenvolver algo para esse mercado já tem uma certa necessidade da demanda.

Atualmente, o grande destaque para o ramo alimentício tem sido as comidas voltadas para o público saudável. Ainda existe o público do fast food, chamada comida rápida, e de outros alimentos industrializados. Mas a moda agora é comida funcional, que além de saciar age de forma inteligente no organismo.

Uma ótima forma de explorar esse nicho é apostar em recriar alimentos industrializados, de uma forma mais saudável. Como, por exemplo, a batata frita é considerada o alimento mais cancerígeno do mundo, isso porque quando ela é feita pelas grandes redes de fast food, o óleo usado para fritar a batata é reutilizado várias vezes, além de não suportar a temperatura ideal para a fritura, o que causa uma liberação de toxinas cancerígenas. No entanto, uma batata orgânica frita em óleo de dendê, óleo de coco ou manteiga, gorduras que suportam altas temperaturas sem causar danos a saúde, não é considerada cancerígena. Um empreendedor que queira utilizar esses artifícios para atrair o público preocupado com a saúde, poderá vender um produto muito mais saudável, livre de conservantes e ainda orgânico.

Essas ideias têm se tornado comuns na internet, pois com o crescimento desse público mais opções de receitas saudáveis foram criadas. Mas as opções saudáveis na maioria dos restaurantes, e redes de fast food, ainda são as simples saladas, que nem sempre são tão saudáveis quanto parecem.

Outro público que pode ser abordado dentro do ramo alimentício e que tem tudo para dar certo, são alimentos voltados para quem têm intolerância ao glúten ou à lactose. Mesmo que esse público seja menor, há uma certa necessidade em produtos desse tipo, e quem quase não tem opções que possa comer certamente não se importa em pagar um pouco mais caro por um produto que atenda as suas necessidades. Existem poucos restaurantes, lanchonetes ou até mesmo empresas que disponibilizam produtos desse tipo, mas este é um público que tem grandes chances de aumentar. Não porque mais pessoas se tornaram intolerantes, embora isso de fato tenha aumentado, mas sim porque já está comprovado que tirar os alimentos com glúten e com leite proporciona uma melhora na saúde.

Somente com essas ideias é possível fazer uma porção de coisas, como, por exemplo, um buffet diferenciado para atender essas demandas, com cardápios de alimentação saudável, sem glúten, sem lactose, vegetariano ou vegano. São infinitas possibilidades, é só se aventurar e reinventar o que já foi feito.

Aquisição da Estácio pela Kroton é reprovada pelo Cade

Resultado de imagem para Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica

O Tribunal do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica), não aceitou a compra da

Estácio pela Kroton Educacional, por 5 votos a 1.

Essa transação iria contar com o valor de cerca de R$ 5,5 bilhões, e se fosse aceita pelo tribunal, ela passaria a ser a maior nesse segmento de ensino superior.

A Kroton divulgou em nota, que respeita a decisão tomada pelo órgão regulador, aceitando com isso, atuar ela e a Estácio, de forma independente no mercado. A Estácio também se manifestou declarando, em fato importante que a Kroton também assinou, que não foi criada uma circunstância para a negociação da incorporação pela Kroton, das ações pertencentes à Estácio, e segundo está mensionado no protocolo que defendeu a negociação, ela se tornou sem motivos, com a resistência imediata do seu protocolo e justificação.

O voto de Cristiane Schmidt, relatora do processo, foi o único a favor da aquisição. Ele sugeria reduções para diminuir os riscos de concorrência do mercado, entre elas estavam a venda da Uniderp e Anhanguera, mais os outros membros do Conselho julgaram essas medidas insatisfatórias.

Alexandre Cordeiro que é conselheiro, classificou por exemplo, que a negociação provoca diversos níveis de acumulação, até mesmo a criação de monopólios.

Desde 2011, esse é o oitavo negócio que não foi totalmente aceito pelo tribunal do Cade, quando uma lei dando mais autonomia ao órgão e possibilitando maiores investigações, por parte do órgão antitruste, entrou em vigor. Segundo um relatório feito pela PwC, o Brasil apresentou cerca de 4,5 mil operações, entre aquisições e fusões.

No início deste ano, a Superintendência-Geral do Cade julgou o fato da Kroton Educacional adquirir a Estácio, como uma operação que poderia ter consequências anticompetitivas.

Segundo a Superintendência, a compra da Estácio pela Kroton, elimina do setor educacional, a sua principal concorrente. Com o maior número de alunos do ensino superior do país, a Kroton é o maior grupo nesse segmento e com essa aquisição, a possibilidade do exercício do poder no setor por parte da companhia, faria com que ela aumentasse ainda mais, a distância dos seus demais concorrentes.

A posição da Superintendência mostrava que essa negociação acarretaria uma sobreposição de vários cursos, como na graduação à distância, na graduação presencial, na pós-graduação à distância e presencial, sem contar nos cursos para a preparação presencial e on-line para a prova

da OAB e para outros concursos.

Essa aquisição da Estácio pela Kroton, foi anunciada em julho do ano passado, e previa a fusão dessas duas enormes empresas do setor universitário brasileiro.

A OAB-RJ (Ordem dos Advogados do Brasil do Rio de Janeiro), entrou com uma denúncia  no Cade , contra o benefício que a Kroton teria adquirindo a Estácio, no ano passado. Ela ainda afirma, que essa aquisição trará ao setor, uma centralização econômica ilegal, com mais de 30%, enquanto que o permitido pelo Cade é de 20% do total do mercado.

 

Como se forja um empreendedor de sucesso?

O ato de empreender está fortemente associado à atitude de superação de situações que se apresentam como cristalizadas e acima de questionamentos quanto à conveniência de permanecerem como são, ainda que as circunstâncias se tenham alterado ao longo do tempo.

Diante disso, o sujeito que empreende normalmente parte de uma inquietude interior que o impele em direção à ultrapassagem de limites com marcos consolidados, seja pela tradição, seja pela mera acomodação ou, não poucas vezes, pela ignorância e pelo medo.

Assim, o empreendedor percebe o contexto, verifica a necessidade de mudança que se apresenta e traz à existência o inusitado. Às vezes são novas utilidades para a sociedade; noutras ocasiões, métodos de produção antes não cogitados; ou, ainda, o descortinamento de nichos de mercado que não haviam sido identificados. Nesse movimento, por consequência, mostra a todos onde estão as possibilidades de ampliação de fronteiras em diversas áreas.

Ao capitanear processos dessa natureza, o empreendedor acaba por gerar uma espécie de desordem criativa. É ele que, via de regra, enxerga o que ninguém ainda percebeu e, mais do que isso, promove mudanças significativas no âmbito de seu universo de interesse, de formação ou de atividade profissional.

Uma discussão frequentemente ligada à pessoa do empreendedor diz respeito à formação de seu perfil. Em suma, deseja-se saber o seguinte: Afinal, será que ele nasce pronto, talhado para empreender, ou será que ele é forjado pelo meio em que vive e pelas experiências que tem ao longo da vida?

Embora seja certo que cada situação está ligada às peculiaridades que lhe constituem, pesquisadores que tratam de questões relacionadas ao empreendedorismo são unânimes em afirmar que o empreendedor surge de uma combinação que mescla os talentos inerentes ao indivíduo com as influências que recebe das comunidades com as quais interage mais corriqueiramente.

Ou seja, o empreendedor é, antes de tudo, um ser social, com possibilidades e limitações, que dedica tempo suficiente e trabalho consistente na busca de seus objetivos. Nesse processo, participa de trocas que lhe fazem avançar, retroceder e avançar outra vez, até que realize seu intento.

Sem dúvida, não haveria nenhum exagero em afirmar que cada um de nós possui dentro de si um empreendedor latente aguardando pelo momento de despertar. Empreender com sucesso, entretanto, dependerá do grau de disposição individual para deixar a zona de conforto, arregaçar as mangas decididamente e, com coragem e compromisso, avançar rumo a horizontes ainda não explorados.

 

Startup recebe investimento de 5 milhões de reais

As oportunidades para as startups no cenário brasileiro têm demonstrado um potencial que pode estimular novos empreendedores nesse ramo. A startup que recebeu um investimento de 5 milhões de reais se chama uMov.me, e atua permitindo o desenvolvimento de aplicativos móveis para pessoas que não dominam linguagens de programação. Quem realizou esse investimento foi o Fundo CVentures Primus, que é gerido pela CVentures juntamente com a CRP Companhia de Participações.

Com esse investimento a empresa uMov.me terá participando de seu Conselho de Administração um representante como minoritário. O objetivo desse representante será cuidar das práticas de governança corporativa que a empresa terá, juntamente com essa ação será aplicado um suporte estratégico no que se refere ao crescimento da companhia.

Durante os próximos 36 meses haverá o investimento de 15 milhões de reais que terá a função de melhorar o desenvolvimento e a relação de parcerias que fazem parte de um cenário de âmbito internacional como Manpower, Neogrid, Contax, TOTVS, entre outros. Através das ações corporativas da startup são atendidas diversas empresas de diferentes áreas como Nissin, Makro, Bradesco, Hyundai, Renault, Embraer, Etna.

O desenvolvimento de uma aplicação que possa abranger diversos setores é um diferencial que a uMov.me tem, o que pode facilitar a criação de sistemas que têm a capacidade de trazer soluções com automação, monitoramento e gestão de equipes de campo com um alto padrão de eficiência, sem necessidade de depender de uma plataforma em específico e dispensando qualquer conhecimento de programação, o que torna mais flexível as possibilidades de aplicação e usabilidade dos sistemas que serão criados para satisfazer alguma demanda.

Os sistemas desenvolvidos através do programa da empresa uMov.me poderão reduzir os custos referentes a estruturas físicas para manter sistemas em servidores em uma empresa, pois estarão na nuvem, além disso recursos adicionais poderão ser adicionados e utilizados como recursos de GPS, roteirização, conteúdos de multimídia, processamentos e dados, entre outros.

Empresas como o uMov.me conseguiram um investimento desse nível porque oferecem uma solução que promete mais facilidade em um cenário carente, em que é necessário depender de um profissional com conhecimentos específicos em alguma linguagem de programação para desenvolver um sistema que possa atender às necessidades operacionais de uma empresa.

O trabalho dessa empresa pode proporcionar uma economia e uma redução de custos que o mercado está procurando, principalmente diante da insuficiência de profissionais capazes de oferecer soluções rápidas e eficientes. Um sistema que cria outros sistemas sem programação certamente irá gerar um novo patamar de análise e de desenvolvimento para o mercado de trabalho caso essa solução apresente os resultados esperados, no entanto, é importante esperar para ver o impacto que será gerado no mercado e suas consequências na capacitação profissional tecnológica.

 

Evite erros comuns cometidos por empreendedores iniciantes

Image result for empreendedor iniciante

Abrir uma empresa é o objetivo de muitos empreendedores que buscam uma carreira com mais liberdade em sua vida profissional e chances altas de ganhos, no entanto, é preciso estar atento com vários erros que podem ser frequentemente cometidos por quem ainda não tem uma experiência no mundo dos negócios. Diversas pesquisas apontam que a abertura de um negócio é um dos maiores sonhos dos brasileiros. É preciso ter cautela no momento de iniciar uma jornada no mundo empresarial.

Aprender com os próprios erros é uma maneira infalível para melhorar como empreendedor, mas é preciso tomar cuidado com alguns equívocos que podem causar graves prejuízos a um negócio a ponto de na pior das hipóteses causar uma falência. De acordo com uma pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), de cada 10 negócios que são abertos, seis são fechados antes de completar 5 anos, por isso, é importante saber que empreender exige muito mais do que se possa esperar.

É importante seguir alguns passos para que o sonho de um negócio próspero não se transforme em uma falência. Antes de colocar cada uma das ideias em prática é necessário elaborar um plano de negócios que detalhe todas as ações que precisam ser tomadas para que a empresa criada seja organizada e tenha o progresso esperado. É através do plano de negócios que a empresa pode ter claro os seus objetivos e as ações que farão o negócio crescer.

A ansiedade é um dos fatores que muitas vezes faz o empresário ser precipitado, com pressa de abrir o primeiro o negócio o plano de negócios não é realizado, e assim os erros que poderiam ser previstos no papel acabam acontecendo na prática causando algum dano ao empresário.

Com comprometimento e pesquisa o planejamento para abrir uma empresa torna mais visível onde se quer chegar e quais os caminhos menos difíceis para isso. Depois do planejamento, a estratégia de atingir o público-alvo se torna mais eficaz quando é mais ativa, apenas esperar os clientes chegarem é outro erro que se deve evitar quando se pode investir em publicidade e ações de promoção para atrair clientes.

As finanças pessoais não podem se confundir com as finanças profissionais, é importante definir quais ganhos estão relacionados à empresa, considerando os custos, imprevistos e demais contas que possam surgir no futuro.

No momento de seguir todas as leis que exigem burocracia, é necessário prever o tempo que será gasto com esse tipo de formalização. Quando se trata do regime tributário que será adotado pela empresa é essencial procurar o que mais se adequa ao perfil da empresa, o que irá gerar mais benefícios e menos custos, não ter essa categoria de conhecimento pode trazer um prejuízo maior do que previsto.