Startup que detecta fraudes recebe investimento de 2 milhões de reais

Um dos principais problemas da internet é a falta de credibilidade no momento em que uma empresa recebe os dados de um usuário. Nem sempre as informações enviadas são verídicas, o que acaba gerando um prejuízo no saldo financeiro de qualquer empresa, pois um cliente que não existe ou usa uma identidade falsificada pode fazer compras, receber o produto e não pagar por ele.

Para terminar com as fraudes de cadastros feitos na internet, a empresa IDWall quer garantir que os cadastros enviados nos sites sejam realmente das pessoas que estão fazendo o preenchimento dos dados, confirmando assim a identidade de quem envia os dados para um negócio.

Em Julho do ano passado, dois profissionais experientes uniram o seu conhecimento para abrir a startup IDWall. Com vivência no mercado financeiro eles presenciaram golpes originários de documentação falsa. Estima-se que no Brasil 11 bilhões de reais são perdidos por conta de dados falsos.

Antes de receber o chamado investimento-anjo a startup passou por duas acelerações, uma no Google Campus na cidade de São Paulo, e outra no Vale do Silício na Califórnia, com a aceleradora 500 startups. Em 8 meses desde que foi criada a startup teve o investimento de 2 milhões de reais pelos fundos Canary.vc (dos fundadores do Peixe Urbano) e Monashees.

Os nomes dos dois empreendedores são Lincoln Ando e Raphael Melo. Anteriormente eles já haviam trabalhado no Banco Original, que permite a abertura de conta pela internet. De acordo com Ando: “Lá, tivemos visões que se tornariam a IDWall em alguns anos: pensamos em como as instituições financeiras se preveniam contra documentos falsos e clientes que querem lavar dinheiro na internet. A maioria dos bancos continuam com um grande escritório interno para isso, o que é custoso e não-escalável”.

Depois da experiência que tiveram no Banco Real, os dois decidiram investir em outro ramo, na locação de equipamentos de construção civil, no entanto, foi aí que sentiram na pele os efeitos da fraude de documentos no meio digital: “Lá, percebi que esse problema de credibilidade na internet é muito presente em qualquer setor ou empresa. Havia muita inadimplência ou fraude, e perdíamos muito dinheiro com isso, pois eram equipamentos caros.”

Para auxiliar as empresas evitando que muito dinheiro seja perdido devido a dados falsos, os empreendedores decidiram entrar no negócio digital para assegurar que as pessoas que estão enviando as informações sejam quem estão dizendo ser. De uma forma mais prática, o processo de confirmação da identificação será todo feito pela empresa IDWall, que reduzirá a necessidade das empresas de terem um “backoffice”.

Foi em Mountain View, na Califórnia, que Ando pode ver as soluções no mercado americano no período de quatro meses. Após pensarem na ideia em abril de 2016, em Junho conseguiram um apoio de um investidor-anjo, após alguns meses do início da startup já havia um investimento de 700 mil reais. Com todo o investimento recebido o foco inicial dos empreendedores é atender os clientes da versão beta do sistema.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *