A saúde no trabalho é primordial para uma boa qualidade de vida

Qualquer atividade quando exercida de forma exagerada traz vários prejuízos à saúde de qualquer profissional, por isso é extremamente importante ficar atento a algumas práticas no dia-a-dia. Uma das maiores causas que impedem um bom desempenho em atividades profissionais geradas por um excesso de trabalho é a depressão.

Se o profissional não ficar atento com o ritmo de vida que leva pode não se dar conta de que está começando a entrar em um ciclo de stress. Após uma longa e cansativa jornada de trabalho é importante estar ciente de que é necessário descansar para repor todas as energias gastas.

Dormir de uma forma adequada é essencial para garantir que o sono cumpra o seu papel reparador durante todo o período de descanso. Depois de uma boa noite de sono, a segunda coisa mais importante é separar um momento para o lazer, dessa forma o profissional poderá relaxar fazendo uma atividade por passatempo e assim se sentir mais satisfeito com o dia de descanso.

Os dados mostram que uma boa parcela de trabalhadores infelizmente estão sofrendo de algum tipo de estresse relacionado ao trabalho. Uma das doenças que afetam a produtividade do profissional de forma avassaladora é a Síndrome de Burnout, essa doença chega a atingir aproximadamente 32% dos trabalhadores.

Os perfis dos profissionais que estão arriscados a sofrerem com a Síndrome de Burnout são das seguintes áreas: assistência social, jornalistas, recursos humanos, educação, bombeiros, policiais, advogados e saúde.

É muito comum existir uma confusão para definir a depressão e a Síndrome de Burnout, muitas vezes essas doenças são vistas como o mesmo problema, mas não são. Na Síndrome de Burnout o profissional vai perdendo o interesse pelas tarefas do trabalho, e na depressão o nível do problema chega ao âmbito pessoal, pois a pessoa perdeu o interesse por atividades que davam prazer.

Existem sinais que demonstram que alguém pode estar passando por um problema relacionado com o estresse no trabalho, os principais sintomas são: alteração de humor, falha na memória, agressividade, mudança de comportamento, dificuldade de concentração, entre outros.

Além dos efeitos negativos no estado psicológico, existem as manifestações físicas como insônia, crise de ansiedade, dores de cabeça, sudorese, pressão alta, palpitação, dores musculares, entre outros males.

Quando o profissional tem algum prejuízo que está relacionado com o trabalho, os mesmos direitos de alguém que sofreu um acidente de trabalho são garantidos. Dependendo do nível de afastamento do trabalho que o profissional foi obrigado a ter, é possível iniciar um processo por danos morais.

É importante tomar o cuidado necessário para que o profissional esteja dentro de condições saudáveis de trabalho, e dessa forma muitos problemas serão evitados tanto para o trabalhador quanto o empregador.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *